Domingo, 10.06.12

Quarta foi um dia extraordinário!

 

Antes de mais acordei bem disposta e sorridente. Acordei "magrinha", 56.9 kg!!!!

 

Fui fazer o meu treino no ginásio, com máquinas e o grande acompanhamento do Carlos, gerente do meu ginásio. É bom quando fazemos algo com gosto, com custo e sentimos que estamos a obter resultados. É bom ver que há pessoas que acreditam em nós, que finalmente deixamos de estar sozinhas neste caminho.

 

Há quase 3 anos atrás e com 90 kg em cima era uma pessoa que fingia felicidade, hoje com menos 33 kg sou finalmente feliz. Não é só o peso que desceu e que me faz ficar mais bonita (confesso a vaidade) mas todas as mudanças que surgiram entretanto. Mudanças interiores que acompanharam as mudanças fisicas. Sempre me considerei uma pessoa ponderada, com bom fundo, bons ideais, mas havia algo que não me deixava ser plenamente feliz: a minha auto-vitimização. Desejava ser feliz, mas centrava-me em tudo o que era errado. Desejava, desejava, desejava... e não fazia nada!

 

O maior passo foi aceitar que as coisas que me aconteceram, a minha horrível infância, não foram culpa minha, não foram culpa de ninguém. As pessoas que eram os meus pais (e são hoje ainda) eram pessoas fracas, que viviam os seus próprios fracassos, as suas inseguranças, medos e demónios. Eu e o que foi a minha infância, era somente uma desculpa para mostrarem o seu desagrado com a sua própria vida.

 

Não me faço de Madre Teresa... afinal de contas não sou assim tão boazinha! Nada disso. Mas consigo finalmente compreende-los. E isso coloca-me em paz.

 

O passo seguinte foi perceber que não existe uma fórmula mágica de emagrecimento. Ser magra, ficar magra depende de 2 coisas: a minha alimentação e o exercício físico. Não existe uma forma fácil e rápida de perder peso que seja saudável. Comprimidos, chás, cremes... Perder peso, manter o meu peso depende só de mim. Percebi que aumento todos os meses 2 a 3 quilos (é verdade) por altura da red zone, e por isso deixei de ficar preocupada com isso. E devo tudo isso ao meu diário alimentar, exercício físico e confidente. Hoje posso ver padrões na minha alimentação, no peso, na quantidade de exercicio que faço. Estou em paz.

 

Já devem estar fartas de me ouvir dizer/escrever "paz" mas é isso mesmo que sinto. Paz! Serenidade. Plenitude.

 

É bom ser feliz.

 

É bom quando percebemos que não precisamos de muito mais para sermos felizes. 

 

Beijinhos,

Sofia

 

publicado por 80nuncamais às 16:28 | link do post | comentar | favorito
dietaecomida a 11 de Junho de 2012 às 08:55
Quando perdi cerca de 20kg é 10 anos também foi sozinha e por mim, tinha cacabado de me divorsiar, estava sozinha com a minha filha, tinha uma relação que não era peixe nem carne como se costuma dizer e tinha mais de 90kg, comecei a fazer caminhadas de pelo menos 1h de 2ª a 6ª, anulei praticamente os doces e fritos e passados 5 meses tinh passado do nº 48 ao 42 e soubeeee tão bem e melhor, consegui manter esse peso.
Também sou de acordo que quando obtemos as coisas pelo nosso esforço é sempre muito mais gratificante.

Tudo de bom para ti Sofia e que continues a ter essa paz que tanto mereces.
Jinhos
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
18
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
tags

todas as tags

favorito

...

últ. comentários
Estás como eu... aumenta, aumenta, aumenta... não ...
Rita - envie-me o seu mail e terei o maior prazer ...
As sementes de Chia podem encontrar-se em qualquer...
Onde compram as sementes de chia?
Bom dia!Gostaria de lhe fazer algumas perguntas so...
Gostei do que li, mas tem de ser mais animado. Que...
Bom diaA sua receita é muito boa mas cuidado com a...
A dor...Escrever faz bem. Não passa, não apaga nad...
Já experimentei receita parecida, fica muito bom n...
Posts mais comentados
blogs SAPO