Sábado, 11.02.12

Em situações de stress tenho como hábito começar a comer. E hoje não foi diferente!

 

Os meus lindos filhos reesolveram pintar um carro do steve mcqueen que receberam no natal em gesso. Para isso colocvaram a mesa do ikea de plastico perto da estante, depois uma cadeira também plástica do ikea e subiram até apanharem a caixa com o kit de pintura do carro.

 

O resultado foi um carro de gesso de cor "burro quando foge", ou seja um castanho escuro com uns laivos de qualquer outra cor, amarelo, vermelho e azul, além das partes brancas que não chegaram a pintar. Como a mesa da sala tinha uma toalha não aconteceu nada á mesa. Foi uma sorte! Para tirar aquela tinta não sei senão será necessário usar dissolvente/diluente. Imaginem que não tinha toalha... a mesa é de mogno, envernizado e qua se levasse diluente comeria o verniz e faria uma mancha.

 

Tirei a toalha e ainda me chateei com eles. Até mandei um "estou tão chateada que nem sei se me apetece fazer o pequeno almoço". Coisas que se dizem no memento e depois é que pensamos no que acabámos de dizer. A Raquel e o João nem ligaram... e o Pipo, sempre tão sensível, foi a correr para quarto a chorar.

 

Tiveram sorte... nem lhes toquei, coloquei uma toalha nova e dei-lhes o pequeno almoço.

 

E como não tive oportunidade de soltar cá para fora a minha frustração, com uns valentes gritos e uns belos açoites no rabo desta malta, fui á despensa! Comi 2 waffers com chocolate e um punhaao de gomas. Parei aí. Lavei os dentes e tomei café.

 

E pronto!

 

Por um lado estou desapontada comigo mesma, mas por outro estou bastante contente. Antes de mais, eu sempre fui muitop tempestuosa com as crianças. Amo de loucura as pestes mas quando me zango esqueço-me que são tão pequeninos e dou uns valentes gritos e umas palmadas valentes. E sei, hoje, hoje eu sei que o que me levava a ter esse comportamente não era o que elas faziam, por mais horríveis as suas acções (pintar as paredes com caneta de feltro, gastar 2 vernizes a pintar o chão e os lençõis, fazer sistematicamente cócó nas cuecas. Sim, o Joãozinho teve uma fase que ao sábado e ao domingo fazia até 4 vezes cócó nas cuecas por dia, mas durante a semana nem uma...). Eu sei que as minhas reações eram demasiado extremas e deviam-se á frustração que eu sentia comigo mesma.

 

Por mais terrível que isto vos pareça, é bastante comum, que a frustração traga ao de cima comportamentos que sabendo não serem correctos não conseguimos evitar. Nunca espanquei os putos mas deixei várias vezes aqueles rabinhos muoito vermelhos. E fui cruel com o Pipo... porque ele é mesmo muito doce, sensível e gosta tanto de mim que tudo o que digo é o mundo para ele. Os outros  têm uma atitude muito blasé... eles sabem que nem vale a pena ligar ao que eu digo... que tanto é chuva como é sol e passado meia hora já me esqueci de tudo.

 

Mas o Pipo é demasiado sensível para este mundo. Tenho dito muitas vezes que o meu Pipo merecia uma mãe melhor. Uma mãe que não fosse tão "bruta". Uma mãe que tivesse mais tempo só para ele... nem imaginam as vezes que o ia buscar á escola mais cedo, que o levava á sala e depois dizia á educadora, disfarçadamente, para nem ele nem os irmãos ouvirem, que o ia buscar mais tarde, para ir a uma consulta, dentista, oftalmologista, pediatria ou vacinas... e era mentira. Pegava nele e iamos almoçar só os dois. Mas este ano ele está numa escola pública, no pré-escolar, com regras mais rigidas e deixei de o roubar a meio da manhã...

 

Estou feliz comigo porque o meu descontrole foi suave... 2 waffers, umas gomas... podia ser bem pior. Podia não conseguir parar... Podia pegar em pacotes de gomas e escondê-los na gaveta da rouba interior da mesa de cabeceira, outra numa gaveta da cozinha. Podia ter feito uma sandes com montes de manteiga e queijo e fiambre e comê-la... vorazmente e sem realmente a apreciar. Não fiz isso. Descontrolei-me é verdade mas consegui parar. Acabou!

 

 

Um abraço,

Sofia

 

publicado por 80nuncamais às 11:49 | link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Fui uma rapariga que não tendo crescido alta, tive logo corpo de mulher muito nova e sofri muito por isso.

 

Ter 12 ou 13 anos e ter peito... foi uma altura muito má para mim. Todas as outras miúdas da turma eram uma tábuas e eu não. Começa logo no ciclo a mania de apalpar as raparigas e durante algum tempo fui vitima disso. Felizmente, houve um rapaz que, por sua iniciativa, resolveu defender-me e isso acabou passado pouco tempo depois. Chamava-se Renato e tinha adoração por mim. O que me lembro dele é muito pouco. lembro-me perfeitamente que era alto (muito alto... eu gosto de homens grandes, sempre gostei... alto e fortes, morenos de preferencia. Não ligo muito a beleza. Gosto de homens sérios e um pouco, na verdade muito calados, reservados, o que equilibra  a minha postura espalha-brasa).

 

Como estava a dizer o Renato era alto, forte sem ser gordo, moreno e tinha uma cicatriz no lábio, talvez de uma cirurgia para corrigir um lábio liporino. Perdi-o de vista pouco depois e só sei que é ou era padeiro. Não foi meu namorado mas foi um amigo muito especial e se tivessemos outra idade teriamos tido uma relação mais íntima pois ele era um excelente rapaz.

 

Fui crescendo como rapariga e não cresci muito. Tenho 1,47 (e sou casada com um gaijo que tem 1,92). Conseguem imaginar????

 

O facto de ser baixinha nunca me constrangeu, o que sempre me incomodou foi ter um peito grande. E quando fui engordando o peito foi aumentando e grávida e amamentar... nem imaginam!!!! Agora que perdi 30 kg descobri que tenho menos peito do que alguma vez tive. Esta semana a minha mãe trouxe-me um sutiãn que deixei na casa dela há 11 ou 12 anos atrás e vestindo-o sobre a camisola que tinha vestida ainda sobrava material na copa do sutiãn. Foi das melhores sensações que já tive.

 

Esta semana coloquei 4 sutiãns para reforma por me estarem demasiado grandes. E lindos... 1 rosa pálido de renda tão lindo e delicado e 3 pretos, todos iguais (quando gosto de uma coisa compro mais).

 

Esta semana também reformei 5 pares de calças. E ao vesti-las para comprovar que estavam prontas a sairem de vez do meu armário nem queria acreditar o quanto as calças "flare" e "boot cut" me faziam mais baixa, mais larga, mais gorda, mais quadrada. Esse tipo de calça é simplesmente errado para pessoas baixas. Estava na ilusão que faziam as pernas mais esguias, mas o que faz é parecer que se tem 2 troncos de cima a baixo em vez de pernas.

 

Por isso, esse tipo de calça nunca mais vai entrar no meu armário! Reformei ainda 3 camiseiros, 2 camisolas, 4 saias (2 delas ainda com etiqueta porque nunca cheguei a vesti-las) e tenho no armário 5 casacos que me estão muito largos e fico ridícula com eles postos. Nem acredito que comprei um casaco preto e cinza aos quadrados... e só porque me servia... que parvoíce! Tenho um casaco vermelho, estilo militar, gola grande e assertoado  (2 filas de botões) que comprei na Cortefiel e que me fica mesmo mal. Comprei-o no an passado nos saldos, por 1/3 do valor inicial e para além de me estar muito largo, a gola grande sufoca-me e fico horrível com ele.

 

Não sei bem o que fazer com estas roupas... dar??? ou tentar vender???? talvez através do facebook...

 

Isto é bom, a roupa estar larga mas por outro lado custa ver que gastei dinheiro em roupa que pensava ser um investimento e agora já não a poder vestir. Depois de estar grávida 3 vezes e não ter quase roupa para vestir, comecei a comprar roupa e é com algum assombro que vejo roupa que me estava apertada há 1 anos atrás, estar agora mesmo muito larga. E não perdi assim tanto peso... uns 5 ou 6 kg... mas o facto de ir ao ginásio está a dar-me um corpo que nunca tive. E começo a ter um certo "pudor" em usar mangas cavas porque tenho demasiados músculos nos braços.

 

Olhem... nunca estou satisfeita com algo, mesmo que seja bom???

 

Um abraço,

Sofia

tags:
publicado por 80nuncamais às 03:45 | link do post | comentar | favorito
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
18
19
20
22
23
24
25
26
27
29
tags

todas as tags

favorito

...

últ. comentários
Estás como eu... aumenta, aumenta, aumenta... não ...
Rita - envie-me o seu mail e terei o maior prazer ...
As sementes de Chia podem encontrar-se em qualquer...
Onde compram as sementes de chia?
Bom dia!Gostaria de lhe fazer algumas perguntas so...
Gostei do que li, mas tem de ser mais animado. Que...
Bom diaA sua receita é muito boa mas cuidado com a...
A dor...Escrever faz bem. Não passa, não apaga nad...
Já experimentei receita parecida, fica muito bom n...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds