Terça-feira, 17.01.12

Candy store... são capazes de ter razão. Mas o que vocês não viram foram os quilos de arroz, os pacotes de massas, as latas de conservas de atum em água, de cogumelos, salsichas, azeitonas, feijão, grão, 6 pacotes de cereais, litros e litros de leite, meio gordo, magro e de soja, condimentos, pacotes de farinha...

 

E no congelador... comida que dá quase para 15 dias (afinal de contas somos 5 em casa... se fossemos só 2 durava mais de um mês). No frigorifico estão bem mais de 40 iogurtes... e umas 16 gelatinas. A fruta cá em casa presentemente é laranjas (mais ou menos 4 kg), tangerinas, bananas, romãs, abacaxi e papaia, maças golden, strark e pequeninas ensacadas. Legumes e vegetais não falta nada, batata, cenoura, abóbora, curgete, cebolas, repolho, agriões e espinafres... pimentos, tanto verdes como vermelhos.

 

Á minha volta só se consegue ver comida... não posso apontar só o facto de ter uma família numerosa, em parte deve-se ao facto de desde miúda ouvir a minha mãe falar em falta de dinheiro e como o que tinha não sabia se dava para ir á praça naquele dia... As recordações de infância, especialmente traumáticas acompanham-nos sempre e condicionam as opções que fazemos, consciente ou inconscientemente.

 

Até hoje não consigo mentir... posso desviar... arranjar forma de contornar a questão, mas não minto. E aos meus filhos? NUNCA! Por 2 razões: pela tareia que a minha mãe me deu quando tinha 9 anos, com um chinelo de quarto vermelho e por ver, enquanto criança, o meu pai mentir constantemente. Não suporto que os meus filhos sintam a dor que sentimos, que eu senti, tantas vezes, na garganta, o baque no coração, quando as esperanças que eu tinha, que as promessas que me tinham feito, não se iam realizar. Ouvir da boca do meu pai jurar que pela vida dos filhos nunca mais bebia... para menos de 6 ou 7 horas o ver totalmente alcoolizado fazia-me temer pela minha vida. Quando somos crianças tudo o que nos dizem é real. Os adultos sabem tudo... e eu pensava que se o meu pai bebesse eu podia morrer, ou quando dizia "pela felicidade dos meus filhos" que seria infeliz toda a vida.

 

Por isso não posso mentir. Cada vez que a minha mãe diz aos miúdos "até amanhã" eu corrijo sempre. "Até breve, amanhã a avó vai sair com os amigos." ou algo parecido.

 

 

Quando escrevo isto apercebo-me que tenho mesmo muitos traumas... e até já pensei em consultar um analista... mas se eu tenho  consciência desses traumas, se os consigo racionalizar, o que poderia um analista fazer por mim????

 

Um abraço, e por favor não fiquem a pensar que estou infeliz neste momento. Estas recordações não me levam para lugares escuros, já convivo com elas há muitos anos e felizmente ter a família que tenho, que me adora (depois de lerem isto acho que conseguem perceber o quanto isso é importante para mim) faz-me imensamente grata pela vida que vivo.

 

Sofia

publicado por 80nuncamais às 11:08 | link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Não precisei pensar muito...

 

aqui em casa, em cada canto, encontram-se mil tentações...

 

No corredor, em cima do guarda-fatos encontram-se trufas...

A despensa tem uma parteleira só com coisinhas boas - gomas, bolachas, chocolates, torrão, batatas fritas, sugos, chupas

No quarto, chocolates das arcádia e raffaello

Na cozinha, doce de abóbora, oferecido por uma amiga

Saído do frigorifico, um queijo de cabra

No ginásio das crianças, amendoins

 

Simmmm, tudo á mão de semear. Mas não quero. Hoje resisti...

 

 

 

E agora... as fotos estão deitadas!

 

 

   E mentalmente... Pão alentejano com carradas de manteiga Milhafre dos Açores

publicado por 80nuncamais às 01:47 | link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Segunda feira, 17 de janeiro! Começou o desafio da Big Curves!

 

Escrito a azul estão as instruções deste dia... ehehe... quem estava na reserva apronte-se: estão alistados!

 

O 1º dia do desafio é simples - Olha lá... se isto é simples... até tremo com o que têns pensado para nós!

Em jejum tomar 1 copo de água morna com limão. - Até aqui tudo bem. É um hábito de alguns meses, a águinha saída da torneira morninha, mas não tenho por hábito usar o limão, prefiro vinagre balsâmico. Indicação do Bob do Biggest Looser! Mas FIZ

Ferver 1 pau de canela em 1,5L água e beber durante o dia. Não consegui... bebi um litro. Eu odeio beber água!

Não comer doces, fritos e aquelas comidas que todas sabemos que só fazem mal - Consegui  controlar-me. a minha alimentação foi exemplar

Tirar fotografias às tentações (incluindo as mentais) - fotos, tantas fotos... a doces, chocolates... e mentalmente foi pão alentejano com carradas de manteiga Milhafre dos Açores...

Escrever, desenhar, o que for no nosso bloco. Escrevi. Referenciei o desafio, as tarefas... e a comidinha e o exercício físico

Quem não for ao ginásio ou não fizer uma caminhada de 45min, tem de dar 100 pulinhos. Estes 100 pulos podem ser dados em duas vezes de 50. Fiz aula das 13H ás 14H com o Renato. Foi super puxado. Tipo Boot camp. Correr, tocar mãos no chão e saltar, correr mudando de direcção. Muito abdominal... Foi simplesmente fantástico! E toda a malta adorou e agradeceu ao Renato.

 

Agora as fotos...

Fica para o próximo post. Já são 1:00 da manhã e segundo as contas do sapo fotos mais demorar mais 48 minutos para fazer o upload... Vou deixar a correr...

 

Amanhã deixo cá as fotos.

 

Xuac, xuac,

Sofia

 

 

publicado por 80nuncamais às 00:45 | link do post | comentar | favorito

Durante muito tempo cuidei muito mal de mim, psicologicamente e de mim, do meu corpo. Comia desenfreadamente, sem noção do que fazia e colhia o que plantava. Se comia só gorduras e açucares, hidratos de carbono o que poderia esperar senão um corpo que o refletissse?

Não existem milagres que modifiquem essa situação, não é com dietas restritivas, com plataformas vibratórias (que o Dr. Oz disse no seu programa serem completamente falsas para a perda de gordura) ou comprimidos. Para além das cirurgias de redução de estomago, seja de que tipo forem e a lipo-aspiração só existe um remédio que é infalível: Gastar mais calorias do que aquelas que consumimos.

 

Isso faz-se... com uma re-educação  e exercicio fisico. custa... custa muito... especialmente para quem como eu sofre de compulsão alimentar há mais de 20 anos e que deixou que o desgosto de ter uma filha diferente soltasse o dark passenger e o deixar viver em orgia alimentar desenfreada. Cheguei a um ponto em que nem matava com fome o aumento de peso que ele me fazia. E eu fiz isso anos a fio...

 

Quando resolvi mudar a minha vida não pensei em beneficios para a minha saúde (não tive um daqueles momentos "Miss Universo": "Eu quero a Paz mundial e o fim da fome") eu só quis fazê-lo para vestir roupa bonita, para ficar com um corpo melhor, mais gira, para que me dessem mais valor. Cheguei a um ponto em que já sentia que viam através de mim... houve alturas em que no meio de eu estar a falar, a outra pessoa olhar para o lado, para outra pessoa e começar outra conversa. E quando pensei em perder peso também pensei que havia pessoas que eu queria que vissem o que estava a fazer... chapadas sem mão...

 

Se agora estão a pensar "grande vaca" têm toda a razão. E quando fazemos algo que não é pelos motivos certos... caímos... falhamos, retrocedemos. Em setembro de 2010 eu só queria chegar ao natal com 65 kg... queria chegar á festa de natal e deixar toda a família impressionada. E consegui! Parabêns, elogios... ui!

 

Passados nem 6 meses pesava 73 kg!

 

E foi só aí que eu vi que a negatividade, o egoísmo e a soberba tinham sido os grandes inimigos da minha felicidade.

 

Gostar de nós próprias e aceitarmo-nos como somos é fulcral. E por saber tão bem o que sou, por me conhecer tão bem e aceitar-me como sou é que vos posso dizer que eu quero perder peso porque quero ser gira! Quero vestir bikini no verão, quero usar as minhas skinny jeans sem medo de sair o pneu. É vaidade... é. E aceito-o!

 

E quero uma coisa que nunca consegui: sentar-me e cruzar a perna sobre o joelho de forma perfeita. Estou farta de me sentar direita, de joelhos fechados e pés traçados. Apercebi-me muito cedo que as minhas coxas eram demasiado grossas para o fazer quando tinha 15 anos. Estava na casa de uma amiga da minha irmã e ambas me corrigiram a postura e demonstraram como se senta de forma feminina (por oposição á forma de gaijo que eu usava). Quando o tentei fazer (e não consegui) ouvi o que se tornaria constante na minha vida "se perdesses uns quilinhos já conseguias".

 

Ao longo dos anos fui ouvindo "se perdesses uns quilinhos podias"... usar mini-saia... vestir bikini... arranjar namorado... (mas, obviamente casei por isso aqi enganaram-se)...

 

Um dia deixei de ouvir isso porque estava tão gorda que uns quilinhos se tinham transformado em 35 kg... deixei de ouvir isso porque todos achavam (e eu também) que nunca poderia perder peso.

 

E agora estou aqui... a pesar 62 kg... Ás vezes ainda me parece um sonho...

 

 

 

publicado por 80nuncamais às 00:12 | link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16.01.12

Durante muitos anos escondi, de todos e até de mim mesma, o gosto que tenho por coisas bonitas. Comprei malas práticas, sapatos sensatos de salto baixo, "adequados" á minha condição de mãe com filhos pequenos, não usei mais batom, andei sempre de cabelo atado em rabo de cavalo. A minha mãe esteve anos a dizer-me que os meus pijamas eram uma vergonha... mas como me serviam... e a roupa interior??? Com menos 20 quilos foi mesmo necessário comprar cuecas e sutiãns novos e deixar de vez de usar sutiãn de amamentação. E nessa altura a minha mãe começou a deitar a minhas cuecas mais velhas no lixo (suspeito eu... porque é isso ou anda alguém a roubá-las. Pois... não me parece isso. É a minha mãe). Até eu já comecei a deitar roupa para o lixo... hoje foram umas calças pretas de malha... que velhas... tinham mais de 10 anos e estavam já todas rotas na parte interior das pernas. Uma vergonha!

 

 Durante anos, muitos anos, não me permiti gastar dinheiro comigo mesma, porque sentia que não merecia.

 

E isso leva-me a falar sobre a 2.ª parte do desafio da Big Curves. Uma das tarefas deste fim de semana era de arranjar um bloco, umas folhas, qualquer coisa, para descrever o que sentíamos, o que comiamos, desenhos... coisas, pensamentos, sentimentos.

 

Em Agosto de 2010, comprei este bloco... reparem que é bem feio... mas era o maior e mais barato que havia na Fnac.

 

         

 

Nele coloquei a minha tabela de peso, a descer e outras vezes infelizmente a subir, com referência ao meu Imc, e colocava uma marca de cada vez que vencia os desafios de perda de peso da WII FIT. Coloquei o que comia, desenhos e pensamentos. Se repararem bem está muito FEIO. É feito de forma muito crua, sem preocupação nenhuma com organização ou sentido estético.

 

Mas também podem ver a sombra dos meus dedos. Que fotos tão más...

 

Passou-se um ano, o peso desceu e a auto-estima aumentou. Quando fui comprar um novo bloco, aquilo que chamo  o meu diário alimentar e de exercício, mas que na realidade é bem mais que isso. É o sitio onde me dá para soltar uns belos palavrões e escrever umas palavras bem duras que nem aqui teria a coragem de escrever. Diz-se muitas vezes que se estamos chateados com alguém devemos escrever-lhe uma carta e guardá-la e não enviar. Assim é o meu caderninho. Na altura em que o meu 1.º caderno estava a ficar com poucas folhas livres, voltei á fnac e escolhi sem olhar a preço, algo que me cativou e prendeu o olhar. A capa é desenhada pela Rebecca Dautremer, e retrata Alice no país da maravilhas, que esta designer ilustrou brilhantemente em livro.

 

Curiosamente, no natal o meu cunhado, que não só é o melhor fotografo que conheço mas designer gráfico (muito, muito bom, aliás excelente) ofereceu á minha filha um livro com ilustrações desta designer. Tenho bom gosto...

 

Esta é a imagem que se pode encontrar na net do meu caderninho e do livro que o meu cunhado ofereceu á Raquelinha.

 

                              

 

 

O caderninho que comprei na fnac tem uma fita que marca a nossa página, é pautado e tem 2 fitas para fechar com um laço. É lindo...

 

A foto não é grande coisa... mas é a minha.

 

           

 

Iniciei-o no dia 28 de Julho. Escrevi umas 3 páginas de contextualização! Junto aqui a primeira página do meu caderninho, do meu diário e outra de um dia muito especial. Foi um dia em que fizemos uma festa surpresa a uma amiga que ia 2 dias a seguir adoptar um menino de 4 anos e que estava nos Açores. Teve de ir sózinha... e tem medo de voar... correu tudo bem. O menino é um amor. Adaptou-se lindamente e quase que perdeu o sotaque de São Miguel, que tanto me fazia lembrar uma das minhas melhores amigas, com quem vivi 6 anos e que há 7 anos foi morar definitivamente para São Miguel. Saudades...

 

Todos os dias, com algumas excepções, geralmente em momentos de compulsão desenfreada deixo mesmo de escrever, escrevo a data, o peso, alimentação, exercicio que fiz, seja aula ou cardio (aí anoto tudo, máquina, minutos, desempenho, vitórias...) e o peso com que me deito. Ás vezes até escrevo "Aposta para amanha XX,X kg".

 

E queixas, e vitórias e os dias bons, os maus. Escrevo sobre as coisa, os sentimentos, os meus pensamentos. Aí posso, finalmente, ser totalmente sincera. É uma sensação libertadora ter onde sejamos totalmente honestas. Ali não há represálias... não há comentários que me mandam para lugares escuros e me põem em contacto com o meu Dark Passenger. E se quizer até escrevo a vermelho, rosa, amarelo, verde, azul e preto!

 

É o meu espaço.

 

beijinhos,

até á próxima,

Sofia

 

 

 

publicado por 80nuncamais às 00:54 | link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Domingo, 15.01.12

 

Encontrar a beleza em nós, mas antes vê-la á nossa volta para que em nós se sinta. Gostei. Gostei muito.

 

Este é o primeiro gesto de beleza do desafio da Big Curves... uma foto dos alimentos que iremos usar ao longo deste desafio. Esta é a minha. Estou desejosa de ver as das minhas coleguinhas.

 

  

Este fim de semana, como combinado, a Big Curves, do blog lovemybigcurves deu-nos uma listinha de compras:

 

Canela em pó e canela em pau, nozes, limão,  mel, hortelã, chá vermelho, abacaxi, papaia, aveia integral, chá de menta, linhaça, maçãs pequenas, levedura de cerveja, aveia integral, feijão branco cru, iogurtes naturais, sementes de sésamo, gelatina em pó.


As que estão escritas a verde já tinha cá em casa, são coisas que costumo usar na minha alimentação.

 

Os chás são bons para gente como eu que odeia beber água... além de os usar e muito nos dias a seguir a fazer umas asneiras valentes.

 

A canela em pó, o limão, a aveia, iogurte natural, o mel e as nozes fazem parte da minha mistela de aveia que costumo fazer nos sábados e domingos de manhã, antes do ginásio (2 horas antes). É um pequeno almoço forte, tem muitas calorias mas é o ideal para fazer nos dias de spinning e de step. No meu ginásio, aqui a JE, pediu que a aula fosse de hora e meia e não de 1 hora, e o resto da classe foi assinar por baixo na minha folha de sugestões. A malta do meu ginásio é impecável. Adoro-os. 

 

Gelatina em pó magra o meu maridão comprou para mim, usei só uma vez, ainda tenho 1 carteira. Trouxe essa porque se enganou. Eu tinha-lhe pedido gelatina de 10 calorias e ele (como gaijo que é) baralhou-se todo. As minhas gelatinas de 10 calorias cada são muito concorridas cá em casa. O meu Joãozinho adora tudo o que é "meu": os iogurtes sveltesse de baunilha e chocolate fondant, os triângulos de vaca que ri light. Sou super viciada na de frutos tropicais. Ainda não encontrei de laranja que é o sabor que prefiro. Ás vezes faço batota e roubo uma aos meus filhos. É que gelatina é o meu 2.º doce preferido, o primeiro é arroz doce.

 

Iogurtes magros e naturais estão sempre no meu frigorifico. Gosto de os comer na minha "mistela de aveia", simples ou ainda com uma colher de chá de doce feito por mim, que não tem corantes nem conservantes, pouco calóricos. Mesmo com doce são muito menos calóricos que um iogurte com pedaços.

 

Em agosto o Lidl pôs á venda vasinhos com ervas... eu comprei um vasinho com hortelã, outro com coentros e outro de salsa. O de salsa morreu logo, os coentros foram-se num instante e crescem demasiados devagar. Mas o meu vasinho de hortelã está muito bem. Uso a hortelã na canja dos putos e no molhinho que uso cá em casa para as saladas. Iogurte natural, 1 colher de chá de mel e hortelã. Um espanto e muito melhor que maionese. E o cheirinho????

 

O que me faltava para comprar era somente a levedura de cerveja que a querida Ju me disse vender-se no Pingo Doce, o abacaxi, o feijão branco cru e a papaia.

 

Abacaxi adoro! Experimentem cortar o abacaxi, colocar 2 colheres de açúcar light e flor de anis... deixem no frigorifico 1 dia, vão agitando, e terão uma enorme surpresa. É divinal! Agora a papaia... eu não sou apreciadora deste fruto...

 

E aqui está concluído uma das 3 partes da 1.º tarefa do Desafio!

 

Não percam o próximo post... a procura da beleza continua...

 

bye,

Sofia

 

 

publicado por 80nuncamais às 23:37 | link do post | comentar | favorito

Oi ppl!

 

Ai... que saudades do IRC

 

hoje é o dia de compras no desafio da Big Curves. Estou super entusiasmada.

 

E saber que posso fotografar tudo o que gosto na proxima semana mas não posso tocar... é assim um prazer sádico, minha querida??? Não é? Big Curves... ai, ai, ai. Que menina má!

 

Abençoada sejas. Estás a tirar-me do marasmo que se estava a tornar a minha vida alimentar. Comer, comer, comer, e depois exercicitar + dieta rigida = ficar com o mesmo peso

 

Estou super entusiasmada e sinto cá dentro um frissom e uma certeza - vou descer dos 60 kg. Contigo, com a Lilith, a Mokas, a Pintainha e tantas outras!

 

Á noite coloco aqui os links das minhas coleguinhas de desafio! Agora tenho de ir ali socorrer os meus bichinhos...

 

 

Adeus!

Sofia

publicado por 80nuncamais às 11:13 | link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 14.01.12

A minha barra de peso já estava um pouco descontextualizada. Por isso resolvi mudá-la.

 

Podem olhar lá para cima, mas se seguem o blog pelo Google reader não conseguem ver o blog em si, só o post. Eu sigo os meus blogs através do Google Reader e só vou mesmo ao blog quando quero fazer um comentário. E ás vezes quero fazer um comentário e não faço... mas isso é outra história.

 

Keep it nice and flufy, keep it nice...

 

Esta é a minha noiva barra de peso

 

 

Com isto, renovo o compromisso de atingir o meu peso ideal (para mim, não interessa mais ninguém senão eu, aliás EU) até a altura de férias de verão.

 

É muito triste o que vos vou dizer a seguir: Não uso bikini desde que tenho 13 anos. Passaram 25 anos!

 

Quando tinha 13 anos, a minha tia J. trouxe-me um fato de banho preto e branco ás risquinhas e eu adorei-o tanto que o usei durante anos... até ficar todo estilhaçado e ter de o deixar de usar... foi no verão dos meus 16 anos... estávamos no ano de 1989.

 

No verão a seguir, comprei um maiô preto, básico e fui comprando outros maiôs, iguais a esse, depois comprei 2 da "arena", de natação, pouco cavados e que tapavam as costas quase todas!

 

Chamem-me já mentirosa... quando estava grávida do meu 3.º filho, no verão de  2008 usei um bikini de grávida!

 

No verão a seguir, verão de 2009... voltei aos maiôs. Mas... comprei 1 bikini, aliás a parte de baixo de um bikini, cinzento com riscas brancas, da H&M, saldos claro, custou €3 nesse verão. Obviamente não o vesti!

 

No verão de 2011 comprei uma parte de cima preta, na H&M, mas já sem ser em altura de saldos! Comprei-a mais ou menos em Abril... tal era a vontade e a confiança que iria usar bikini nesse verão. Mas... obviamente não o vesti!

 

Este verão eu juro que vou finalmente usar bikini. tenho de o transformar num desafio. E com punição severa! Para ver se ganho vergonha na cara.

 

Se eu não vestir bikini no primeiro dia de praia deste ano... Batem tambores.... Eu coloco durante 5 posts a minha fotografia mais humilhante de todas. E calha mesmo bem porque foi tirada na praia!

 

E com isto me despeço!

 

Beijinhos e abraços,

Sofia

publicado por 80nuncamais às 10:15 | link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Incrível!

 

Estava a ler um blog, o Instructables e no meio de tanta coisa encontrei uma informação preciosa!

 

Quando vocês eram crianças tiveram um boneco destes?

 

 

 

O nome em Português não sei... quam sabe dê uma ajudinha em comentário. Ok?

 

Mas o interessante deste boneco, que em inglês é Jumping Jack e no Português do Brasil (eu sei... acordo ortográfico e patáti, patátá... não existe essa diferença... balelas!!)... no Português do Brasil é Polichinelo.

 

Este boneco exemplifica um exercício, que nós chamamos "saltar a abrir e fechar as pernas ao mesmo tempo", mas em inglês é o "Jumping jack" e os Brasileiros chamam "Polichinelo" (querem chamar-lhe polichinelo???????? gostam do acordo ortográfico???? Se estivessemos a "falar" através do IRC agora punha assim: "*Sofia deita a lingua de fora e revira os olhos".   LOL)

 

 

Fazer 500 destes exercícios queima 100 calorias. Fazem-se em séries de 100 e deverá demorar 2 minutos cada série. São só 10 minutos do nosso tempo! Se fizermos isto durante 1 semana teremos queimado 700 calorias extra.

 

Sabem uma coisa??? Era uma boa tarefa para a menina Big Curves nos lançar!

 

Beijinhos, beijinhos,

Sofia

publicado por 80nuncamais às 09:59 | link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 12.01.12

Entrei agora num desafio. Um desafio diferente. Antes de mais a autora é uma menina chamada Big Curves do blog lovemybigcurves. Pela primeira vez (que eu saiba) temos de enviar não o nosso peso mas as nossas medidas. A inscrição é feita através de quadra...

 

A minha é assim:

 

Depois das crianças deitar
os blogs eu vou cuscar
agora através da Lilith
o teu vou adicionar

Teu desafio aceite
meus cms apresentados
para no fim do desafio
estarem totalmente ultrapassados
Afastados estarão
e não mais voltarão

 

E vamos ganhar pontos! Que damos a umas e outras. A nós não! É tipo Festival de Eurovisão.

 

Este é o pré-desafio!

 

"1º mini-desafio

11.01.12 - 13.01.12
Entre hoje e 6ª feira temos de fazer um post de "Nos provadores"
Cada uma vai pegar numa peça de roupa (de preferência calças ou vestido) que seja um número abaixo do que vestimos actualmente. Ex: se vestem um 44, devem vestir um 42. Se não tiverem estas peças em casa têm de ir a uma loja e escolher uma peça que não seja de estação, isto é, uma peça que esteja na loja o ano inteiro (exemplo disso são as calças de ganga).
Depois de vestir temos de tirar uma foto, sem cara, e colocar nos respectivos blogues."

 

Amei!

 

Há 6 anos atrás, depois do nascimento da minha Raquel e ter engordado até aos 80 kg, resolvi ir á "NatureHouse". Comecei a perder peso e cheguei a ter 71 kg. Enchi-me de força e estava de tal forma convencida que ia conseguir que fiz uma coisa que nunca tinha feito... comprei 2 pares de calças iguais, mas com números diferentes. O 44 para usar naquela altura e umas calças n.º 40.

 

Há 2 verões separei-me finalmente das calças de tamanho 44 e 46, passei a usar o 42, o 40 e tenho até 2 pares de calças com o n.º 38... e as calças de que vos falei foram para o guarda-fatos do hall e vestidos milhões de vezes. Ainda me lembro de as tentar vestir e elas não passarem dos joelhos para cima! mas empenhei-me e houve uma altura, em Outubro que consegui vesti-las e mas não cheguei a fechar o zipper.

 

E aconteceu o inevitável... as calças romperam-se! Depois de estarem na casa da minha mãe para as coser, no principio de Dezembro consegui subir o zipper, mas o pneu ficava de fora.

 

Resolvi atacar o assunto de forma cientifica. Queria saber que tamanho deveria ter o meu corpo para poder finalmente passear-me com as calças vestidas. Medi o cós das calças (78 cm e eu com 82 cm... a badocha á mostra... detrás ficava-me um mimo que tenho um fofo jeitoso. cof, cof) medi a largura das coxas (54 cm e eu com 59 cm, não admira que tivessem rebentado!) e mesmo sem atingir essas medidas lá as fui experimentando, e experimentando.

 

Chegou o natal e comi como um porquinho feliz a chafurdar em açúcar e molho nas batatas assadas no forno... e mil e outras coisas.

 

A vergonha, mas principalmente o medo de as rasgar, novamente, impediram-me de as experimentar no último mês.

 

Com este pré-desafio chagou a altura de enfrentar a questão.

 

Estas são as fotos possíveis... THE WALL OF SHAME

 

 

          

 

 

Há 6 anos que sonho em vestir estas calças... na primeira semana de Julho vão realizar-se festas de fim de ano lectivo dos meus filhos. O meu desejo era vesti-las, andar, sentar e dançar e elas não rebentarem...

 

Até amanhã,

Sofia

 

 



publicado por 80nuncamais às 23:43 | link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
19
23
25
26
28
31
tags

todas as tags

favorito

...

últ. comentários
Estás como eu... aumenta, aumenta, aumenta... não ...
Rita - envie-me o seu mail e terei o maior prazer ...
As sementes de Chia podem encontrar-se em qualquer...
Onde compram as sementes de chia?
Bom dia!Gostaria de lhe fazer algumas perguntas so...
Gostei do que li, mas tem de ser mais animado. Que...
Bom diaA sua receita é muito boa mas cuidado com a...
A dor...Escrever faz bem. Não passa, não apaga nad...
Já experimentei receita parecida, fica muito bom n...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds